quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Faz de conta?

Então faz de conta que tudo está normal, faz de conta que eu não fui embora, faz de conta que o medo passou. Faz de conta que eu me dei conta que teu amor me importa, faz de conta que eu te quero. Faz de conta que o amor é sincero. Faz de conta que o mundo mudou, faz de conta que a gente mudou. Faz de conta que a gente tentou mudar, faz de conta que a gente esperou passar. Faz de conta que passou, faz de conta que tudo mudou, faz de conta que eu te amei. Faz de conta que você me amou. Faz de conta que eu não choro mais, faz de conta que a saudade não me faz mal, faz de conta que seu amor é bom pra mim. Faz de conta que você não me largou, faz de conta que você é meu. Faz de conta que me quer, faz de conta que não me deixou.
Então faz de conta que o mundo faz silêncio pela nossa morte, faz de conta que eu morri por você, faz de conta que você morreu por mim. Faz de conta que vivemos felizes, faz de conta que tudo não passou da conta. Faz de conta que você sente saudade, faz de conta que me quer. Faz de conta que me amou. Faz de conta que sente minha falta, faz de conta que morreu lutando pelo meu amor, faz de conta que ama. Mas, faça de conta que todo esse "faz de conta" não foi invenção, faça com que seja o meu faz de conta de verdade ou de mentira, você escolhe. Só faz de conta que tudo o que eu conto pode modificar e tudo o que eu quero pode mudar. Faz de conta que eu não quero mais, faz de conta que eu não sofro mais, faz de conta que eu me esqueci do seu cheiro, faz de conta que eu me esqueci do seu jeito. Faz de conta que você me perdeu.

Emily Cohen 

Nenhum comentário:

Postar um comentário