Mais lidas

Diário Compartilhado.

Aqui será a página que vou compartilhar com algumas pessoas que quiserem me ajudar com textos e contos. Espero que gostem. Beijos ;*


Bailarina e o Soldado de Chumbo


De repente, toda essa mágica se acabou e a nossa casinha apertada "tá" faltando graça, "tá" sobrando espaço. "To" sobrando num sobrado sem ventilador. Vai dizer que nossas preces não alcançaram o céu. Coração, que ainda vem perguntar o que "conteceu". "Conteceu" seu rosto por acaso ainda tem o gosto do meu. Com duas conchas nas mãos, vem vestida de ouro e poeira, falando de um jeito maneira.da lua , da estrela e de um certo mal. Que agora acompanha o seu dia, e pra minha poesia é o ponto final. É o ponto em que recomeço, recanto e despeço a magia que balança o mundo.
Bailarina, soldado de Chumbo. Beijo e dor. Nossa casinha pequena parece vazia sem o teu balé. Sem teu café recantando o soldado de Chumbo não fica de pé.


O Teatro Mágico - Bailarina e o Soldado de Chumbo

~

A verdade é que não há expressão sem direção, são flechas com alguns propósitos é a chamada com fins de ser atendida .                      Dyego Dutra

~
Reflita enquanto se perde.

Teste um toque sobre o passado com a promessa de que não se perca dentro do mesmo. Melhor não!
Evapore lágrimas enquanto o tempo dita se vale a pena elas caírem. Espere na calçada e descubra se o teu destino vai dobrar a esquina. Reflita enquanto se perde, mas me encontre quando resolver sonhar com algo.
Atenda-me mesmo se por engano, eu não exijo certezas. Suspire suas entregas e eu anoto se elas 
são sinceras. Me imagine no seu futuro, mesmo quando esquecer de mim no teu presente.
Junte todas questões com alguém  e volte pra resolver as respostas comigo.            
Dyego Dutra


~

Romeu

Esqueci minha boca no teu corpo, pensei que isso te faria meu. Usei de artifícios, gastei meus truques, depois quem escapou fui eu. Não pense que eu não desejei, não diga que eu não quis, é só que eu me assustei ao me ver tão feliz. Colei meus olhos no teu mundo, guardei cada passo teu. Mas, eu Julieta, presa nesse pacto e você o meu Romeu. Entenda esse lado bom, Nem tudo é aflição, ficamos com um sonho ao invés da punição. Não pense que eu não desejei, não diga que eu não quis, é só que eu me apavorei ao me ver tão feliz.

Agridoce (Pitty e Martin)  - Romeu

Nenhum comentário:

Postar um comentário