Mais lidas

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Dissipando o tempo



Oque pode acontecer em um minuto da sua vida? Você pode morrer de rir, morrer de chorar, andar por um minuto, sentar por um minuto, aguardar um minuto, ficar só mais um minuto, entender um minuto, contar um minuto, sorrir, você pode ganhar e perder em um minuto. Pode ser rico e em um minuto ficar pobre ou pode ser pobre e em um minuto ficar rico. Talvez em um minuto você possa ver uma vida nascer, ou infelizmente vê-la morrer. Você pode ser feliz por um minuto, ou triste por um minuto.
 Mas o que você faz com o seu um minuto? Você vive?
 Em um minuto de olhos fechados perdemos um milhão de coisas. E um minuto com os olhos abertos perdemos um milhão de coisas também, porque não prestamos atenção nelas.
 O que perdemos no minuto em que fechamos os olhos para dormir? O que perdemos enquanto perdemos tempo com coisas poucas, tempo esse que não temos. Tempo esse que voa, que passa num minuto. Tempo que vivemos em terra tentando encontrar tempo pra poder arrumar um minuto para as coisas realmente importantes. E que, talvez em sua maioria das vezes, perdemos esse mesmo tempo tentando achar o sentido de viver, perdendo tempo procurando respostas para perguntas não feitas ou tentando achar perguntas para as respostas soltas. Perdemos tempo demais achando que a vida não vai acabar, e não percebemos que o minuto que se perde tentando é igual a um minuto que perde ganhando. Que o mesmo minuto que te faz feliz é o mesmo que te faz triste. E que se deixarmos o tempo de lado e apenas viver, ai sim teremos todas nossas questões internas e externas resolvidas. Mas somente quando deixarmos de ver o tempo e o minuto como inimigo, e começar a vê-lo como aliado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário